Jasminum nudiflorum – Jasmim-de-inverno

Jasminum fruticans – Jasmineiro-do-Monte
12 janvier 2021
ramalhete de três flores amarelo intenso, cada com seis pétalas e sete botões de jasmineiro-amarelo, Jasminum odoratissimum
Jasminum odoratissimum – Jasmineiro-amarelo
28 mars 2021

Jasmim-de-Inverno

JASMIM-DE-INVERNO : ABREVIADO

O jasmim-de-inverno é um arbusto cultivado como planta ornamental, que nos vem do oeste da China. Tem a particularidade de florir durante o Inverno, quando o resto da vegetação está ainda em repouso vegetativo. Assim, mal chega o frio, que o jasmineiro-de-inverno desponta as suas flores inodoras, amarelo luminoso sobre os delgados caules verdes, desprovidos de folhas; estas de um verde-escuro, só aparecem a partir de Fevereiro ou Março.
Tem um porte em forma de coroa, muito ramificado e cerrado. Os caules, primeiro erectos acabam por arquear, o que possibilita a este jasmineiro desenvolver-se livremente, rastejando pelo chão, em cascata, ou subir sobre pilares, se treliçado. É resistente à seca, aceita todo o tipo de substrato e exposições.

 

 DESCRIÇÃO

O jasmim-de-inverno é um arbusto sarmentoso, de folha caduca, cujos ramos arqueados e angulares podem atingir de 3 a 5 metros de comprimento; galhos verdes quando jovens. Folhas e flores opostas, estas últimas amarelas.

As folhas trifoliadas, ligeiramente coriáceas, opostas e decíduas, brilhantes, verde-escuro na página superior, desabrocham em Março; fracamente pecioladas, têm três folíolos oblongos a elípticos com 2 a 3 cm de comprimento, sendo o central maior. As folhas tornam-se amarelas no Outono, antes de cair.

Flores hermafroditas, solitárias, axilares, raramente em posição terminal; têm aproximadamente 2 a 2,5 cm de diâmetro, de cor amarela. Brácteas lanceoladas avermelhadas, depois acastanhadas que envolvem um cálice verde-ácido com 5 ou 6 lóbulos de 8-10 mm, estreitamente lanceolados. A corola é amarela brilhante, frequentemente avermelhada na parte externa, tem um tubo de 10-20 mm e (4) 5 a 6 (10) lóbulos de 5-7 mm, elípticos. O androceu consiste em 2 estames e o gineceu em 2 carpelos fundidos; há 2 óvulos por compartimento na placentação axilar.

 A floração começa no Inverno e continua na Primavera, de finais de Dezembro a Janeiro, prolongando-se até Março/Abril. As flores inodoras, mas nectaríferas, despontam antes das folhas em galhos tetrágonos nus, daí o nome nudiflorum.

O fruto é uma baga ovóide a elipsóide, de 6 × 4 mm, verde, depois negra quando madura.

O ritidoma dos caules recentes é verde intenso e quadrangulares e algo rígidos; à medida que envelhecem, tornam-se lenhosos, castanhos-claros ou acinzentados e arredondam.

 

ECOLOGIA

Para obter uma floração abundante, escolha um local soalheiro, aceita também a meia-sombra, que provoca uma diminuição da floração. Aceita todo o tipo de substrato desde que drenados e ricos em matéria orgânica, tem boa resistência à seca e a temperaturas baixas, até -15° C.

A propagação desta Família, “Jasminum” é feita geralmente por “reprodução vegetativa”. Utiliza-se sobretudo a mergulhia, a chanta ou estaca. Este tipo de propagação largamente utilizado, garante as características seleccionadas das plantas parentais. Também pode deixar as flores produzirem os frutos. As sementes germinarão se for respeitado o processo de escarificação do solo com elevada humidade.

 

DISTRIBUIÇ­ÃO

O jasmim-de-inverno é nativo das províncias do centro e norte da China (províncias de Gansu, Shaanxi, Sichuan, Yunnan) e sudeste do Tibete, onde ocorre em vales e encostas entre 800 e 4500 m de altitude. Como é o caso dos outros jasmins oriundos desta parte da Ásia, o jasmim-de-inverno devido ao seu valor ornamental, está largamente espalhado por todo o globo, ora cultivado em plena terra, ora em vasos. Ocasionalmente escapa do cultivo.

Em Portugal como na restante Europa, é utilizado como planta ornamental.

 

CULTIVO DO JASMIM-DE-INVERNO

O jasmim-de-inverno é um arbusto ornamental de fácil cultivo. Pouco exigente, floresce profusamente mesmo quando virado a Norte. Comece por plantar o seu jasmim num substrato neutro, aceita-os também ácidos ou calcários sem excesso. Ter o cuidado de integrar a esta mistura, areia grossa e húmus. O objectivo é de obter um substrato bem drenado. Regue o suficiente, mas com frequência, tendo em conta que a falta de água é preferível ao excesso.

Cuidados

Após a floração em Março/Abril, não hesite em cortar os ramos laterais e aqueles sem interesse, de forma a conter a expansão do seu volume. São plantas bastante resistentes às pragas e doenças frequentes em jardins. Os ramos rastejantes em contacto com a terra acabam por enraizar, o que muito facilita a propagação deste jasmim. Obtém-se assim uma nova planta por mergulhia, que pode transplantar no final da Primavera ou no Outono.

como utilizar o jasmim-de-inverno

Que seja no seu jardim em plena terra, ou em vasos na varanda como no terraço, dê asas à sua imaginação. O jasmineiro-de-inverno não teme as geadas, nem as temperaturas negativas até -15° C., temperaturas pouco comuns na grande parte do País. O porte sarmentoso da planta, originado pelos caules rastejantes e pendentes indica o que pode retirar desta planta. Pode cobrir muros, grades e cercas, ou atapetar o solo, como pequenos taludes, revestir treliças, adornar caramanchões e pérgulas, (trabalhoso, pois não é uma trepadeira e deve ser tutorado). No entanto, onde o jasmim-de-inverno revela todo o seu esplendor é quando está no cimo de um muro ou numa varanda e em que os seus entrelaçados caules pendentes, oferecem uma vistosa cascata florida de amarelo luminoso. Por fim, também pode ser cultivado como bonsai.

distinguir o jasmineiro-do-monte do jasmim-de-inverno

A floração amarela e as folhas do jasmim-de-inverno são muito parecidas com as do jasmineiro-do-monte (Jasminum fruticans), este autóctone. Para não confundir estas duas espécies, damos algumas características de ambas, que ajudará a distingui-las:

J. fruticans: as folhas trifoliadas são persistentes e alternas, as flores aparecem depois das folhas.

J. nudiflorum: as folhas trifoliadas são caducas e opostas, as flores aparecem antes das folhas.

 

Família: OLEACEAE

Nome científico: Jasminum nudiflorum Lindl

Publicação: 1846

Grupo: folhosa caduca

Nomes vernáculos: jasmim-de-inverno

 

Se pretende partilhar um comentário, colocar uma pergunta à comunidade dos utentes, acrescentar uma informação, ou observação, saiba que é possível fazê-lo; não precisa de se registar neste sítio. Basta digitar a sua mensagem no espaço « iniciar uma conversa« , depois clique no botão enviar e escolha, “Prefiro publicar como convidado”.